Publicidade
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Imposto sobre vistoria veicular chega à 45% em Santa Catarina

A Associação Catarinense de Vistoria Veicular (ACEVIS) lança campanha para mostrar a alta carga tributária imposta ao setor pelo governo de SC. Ação vem ganhando apoio de entidades nacionais.

Redação ND

As 280 empresas que realizam a vistoria veicular em Santa Catarina receberam um adesivo da campanha para que a população conheça a tributação realizada sobre cada procedimento.

Atualmente, em cima do valor de cada operação realizada, 45% se referem apenas aos impostos cobrados. O custo de cada vistoria oscila de R$ 80 até R$120, teto que o Detran de Santa Catarina determinou por meio de uma portaria em março deste ano.

Segundo o presidente da Associação Catarinense de Vistoria Veicular (ACEVIS) Felipe Geremias, o objetivo da campanha é mostrar para a população o quanto o governo está arrecadando sobre cada processo e como a tributação pode afetar o consumidor. “Estamos falando de dois mil empregos em Santa Catarina que podem ser prejudicados”, afirmou. “A intenção é a de que o empresário cole os adesivos em locais visíveis dentro das empresas de vistoria. Com isso, estaremos orientando e mostrando para a população o custo elevado dos impostos sobre esse tipo de serviço”.

Entidades nacionais emitiram nota de apoio ao movimento criado pelos catarinenses. A ANPEVI (Associação Nacional das Empresas de Perícias, Vistorias e Inspeções Veiculares), entidade nacional que agrega o setor, emitiu nota de apoio dirigida a Felipe Geremias, presidente da ACEVIS.

Já o Presidente do Conselho Nacional de Vistorias (CNVV) Vagner Pedroso Caovilla, divulgou um uma carta aberta dirigida à entidade catarinense. “O modelo de gestão adotado pelo governo catarinense, além de se mostrar mais oneroso aos contribuintes, vai a contramão dos modelos adotados maciçamente por outras unidades da federação, as quais optam pela segura e eficiente interligação entre sistemas públicos e privados”, afirmou Caovilla.

Ação contra o governo

Associação Catarinense de Vistoria Veicular (ACEVIS) entrou com uma ação contra o Governo do Estado de Santa Catarina questionando a legalidade sobre a taxa de R$27,00 que vem sendo cobrada em cima de cada vistoria realizada, desde março deste ano, sobre as 280 empresas que realizam vistoria. A ACEVIS quer entender o motivo da taxa impetrada por meio de portaria do DETRANSC, e que ela sejadepositada em juízo até que o processo seja encerrado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade