Publicidade
Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Duduco é condenado a 31 anos por crimes sexuais; ex-deputado poderá recorrer em liberdade

Dois meninos foram abusados sexualmente na creche mantida pelo ex-deputado, em Florianópolis; decisão é em primeira instância

Redação ND
Florianópolis
21/09/2017 às 13H26

O ex-deputado Estadual Nilson Nelson Machado, o Duduco, foi condenado a 31 anos, quatro meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial fechado, por ter abusado sexualmente de dois meninos, de 11 e 13 anos, que moravam na creche filantrópica que mantinha em Florianópolis. A sentença é de primeira instância e o réu poderá recorrer em liberdade.

>> Preso no Rio de Janeiro, Duduco desembarca algemado em Florianópolis

Duduco foi condenado pelos crimes sexuais contra dois meninos - Arquivo/ND
Duduco foi condenado pelos crimes sexuais contra dois meninos - Arquivo/ND




A denúncia apresentada pelo promotor de Justiça Rafael de Moraes Lima relata que em 1998 o ex-deputado passou a coagir um dos meninos abrigados em sua entidade filantrópica, conhecida como Lar do Tio Duduco, e abusar sexualmente dele. Segundo informações repassadas pelo Ministério Público, Duduco levava o menino, na época com 13 anos, para seu quarto, onde praticava atos libidinosos, ameaçando expulsar os irmãos da vítima para evitar que esta denunciasse o crime. Os abusos continuaram até que a garoto completou 19 anos, quando saiu da creche.

De acordo com o Promotor de Justiça, o segundo menino começou a ser abusado sexualmente no ano 2000, quando tinha 11 anos. O garoto foi vítima de estupro por quatro vezes, conforme consta na denúncia.

"Os crimes eram extremamente graves, pois foram praticados com requintes de perversidade sexual, sob falsa imagem filantrópica, em desfavor de crianças e adolescentes em situação de risco social (fragilizados moral e psicologicamente), com efeitos psicológicos indeléveis nas vítimas e, frise-se, tiveram a execução facilitada pela relação de dependência psicológica, financeira e afetiva entre ofensor e ofendidos", afirmou o promotor. 

Diante dos fatos e provas apresentados pelo Ministério Público, amparado pelo depoimento das vítimas e de testemunhas, o Juízo da 1ª Vara Criminal julgou a ação penal procedente e condenou o réu foi condenado pelos crimes de constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça para a prática der ato libidinoso diverso de conjunção carnal, no caso do primeiro menino, e estupro de vulnerável, no caso do menino de 11 anos.

Pelo primeiro crime Duduco recebeu a pena de cinco anos, seis meses e 20 dias de reclusão, e pelo segundo 25 anos e 10 meses de reclusão, totalizando 31 anos, quatro meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial fechado.

Publicidade

3 Comentários

Publicidade
Publicidade