Publicidade
Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Geração de energias renováveis está no foco do BRDE

Eólicas, geração fotovoltaica e pequenas centrais hidrelétricas aumentam a matriz renovável no Sul

Assessoria BRDE
Florianópolis
13/09/2017 às 12H04

Pequena central hidrelétrica em Santa Catarina - Divulgação/BRDE
Pequena central hidrelétrica em Santa Catarina - Divulgação/BRDE



Atentos à demanda energética da Região Sul e à necessidade de ampliar a matriz geradora renovável, os investidores em infraestrutura têm buscado parceiros para financiar seus projetos. O aumento da oferta de energia e a diversificação territorial da matriz geradora são fatores que podem ajudar a manter o preço desse insumo tão relevante em níveis que impactem cada vez menos os negócios.

Santa Catarina tem um programa do governo do Estado para ampliar a geração de energias por fontes renováveis, o SC +Energia. Ele congrega uma série de facilidades ao investidor e articula todos os agentes envolvidos para tornar o estado autossustentável na geração de energia. “O BRDE é parceiro do programa, que ajudou a formatar, e o principal financiador dos projetos. Essas facilidades do programa SC+Energia estão contribuindo para um aumento no número de pedidos de financiamento”, revela o superintendente do Banco, Nelson Ronnie. Os financiamentos de projetos de energias limpas são atendidos pelo BRDE por meio do BRDE Energia, um dos 5 eixos do programa BRDE Produção & Consumo Sustentáveis.

Ainda em Santa Catarina há outras iniciativas importantes acontecendo. “Estamos observando o crescimento do interesse da indústria por investimentos em eficiência energética e em microgeração distribuída. Temos um protocolo de intenções para um convênio firmado com a ACATS para financiar a instalação de painéis solares em supermercados do Estado”, citou o superintendente.

“O programa de governo SC+Energia também está favorecendo o número de projetos de geração por fontes renováveis, notadamente a hidrelétrica. Mas ainda há muito espaço para crescer no agronegócio sustentável, por exemplo”, explica o superintendente.

Fonte: BRDE - BRE
Fonte: BRDE 



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade