Publicidade
Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

São décadas de experiência como sinônimo de cobertura completa e bem informada do submundo do crime, os bastidores da segurança pública e do dia a dia de quem trabalha para deixar o cidadão tranquilo. Nada escapa ao olhar afiado do principal nome da crônica policial catarinense.

  • Acusado de tentar matar agente prisional em Florianópolis é condenado a 16 anos

    O preso Willian Rosa Passos Costa foi condenado a 16 anos de reclusão em júri popular, Florianópolis, acusado de tentar matar o agente prisional Sandro Marino de Sá. A tentativa de homicídio ocorreu em agosto de 2010 na rua Frei Caneca, centro da Capital. O atirador efetuou cinco disparos. O  crime teria sido atribuído a facção criminosa PGC (Primeiro Grupo Catarinense). O mandante do crime, Leomar Borges da Silva, o Leoma, julgado em 2014, foi condenado a 14 anos. Ele sempre negou o crime. Disse na época que não pertencia a facção criminosa e recorreu. O recurso ainda não foi julgado.  

  • Adolescente com 72 passagens por homicídio e tráfico aguarda vaga no Case de São José

    O adolescente de 16 anos envolvido no brutal assassinato de Luiz Felipe Mazzucco da Silva, 19, decapitado na comunidade Chico Mendes, Florianópolis, na noite de 12 de novembro, foi localizado e apreendido pela polícia. O crime foi filmado com celular e viralizado na internet. Antes de executar Felipe, o "criminoso mirim" e seus comparsas amarraram os tornozelos da vítima e a abrigaram a caminhar de joelhos na lajota,  depois desferiram vários tiros de calibre 12 , até a cabeça ser separada do corpo.

    Segundo o delegado  da 6ª DP Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso da Capital,  Paulo Caixeta Braga Junior, o adolescente ainda  possui 72 registros de boletins de ocorrência por tráfico de entorpecentes, ameaça e porte ilegal de arma de fogo. Todos os crimes foram praticados em Florianópolis,  São José, Biguaçu, Palhoça e Tubarão. O menor negou a participação no assassinato, apesar de ele aparecer no vídeo e também não[...]

    Leia mais
  • Guerra de facções em Florianópolis é uma ameaça aos turistas em busca de tranquilidade

    A temporada ainda nem começou e os argentinos já estão chegando. Tenho visto no trânsito de Florianópolis vários carros com placas do país vizinho. Os “hermanos” vêm para Santa Catarina em busca de boas praias, tranquilidade e segurança. Sobre este último item, a Secretaria de Segurança Pública ainda não falou, em detalhes, como pretende planejar e executar a Operação Veraneio 2017/2018.

    Já passamos da metade de novembro e ninguém comenta nada sobre o reforço policial na temporada. Será que o Estado vai ter recursos suficientes para cobrir as diárias de policiais do interior que todos os anos reforçam a segurança pública nos balneários? Bem, acredito que para esta edição, a SSP deve executar um plano diferente dos anos anteriores por causa da guerra de facções que puxa o índice de violência para cima: 145 mortes violentas. Não podemos esquecer que o primeiro homicídio de 2017 foi o de uma turista gaúcha. É bem verdade que a guerra é apenas[...]

    Leia mais
  • Roubo de carro movimenta até helicóptero no Ribeirão da Ilha em Florianópolis

    O roubo de um Peugeot 206 na região do Ribeirão da Ilha, em Florianópolis, movimentou guarnições de área e até o helicóptero Águia 2 da corporação. Em menos de meia hora, ocupantes da aeronave avistaram o carro abandonado na ponta da Caicanga. A polícia realizou buscas aos ladrões por terra e ar, mas não obteve êxito.