Publicidade
Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens da cidade e da região, sob a ótica do experiente e muito bem informado jornalista.

  • Grupo é criado para combater ligações clandestinas de esgoto em Florianópolis

    Sob a coordenação do superintendente municipal de Habitação e Saneamento, Lucas Arruda, acaba de ser criado o Sanear Floripa, grupo que terá como principal objetivo combater as ligações clandestinas de esgoto na cidade. “Vamos acompanhar as obras das residências, na fonte geradora de esgoto, para verificar se o lançamento está sendo regular”, afirma o engenheiro. A equipe vai conferir se os resíduos estão sendo lançados na rede coletora ou se recebem tratamento adequado onde ainda não existe rede, caso do Campeche, no Sul da Ilha. “O objetivo principal é regularizar a situação, e não de fiscalização e multa. Vamos incentivar e dar as condições para que as pessoas regularizem”, destaca. Oficializado por decreto publicado na sexta-feira, o grupo é formado também pela Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente) e pela Diretoria de Vigilância em Saúde. Terá ligação direta com o programa Se Liga na Rede.

    Leia mais
  • Gestão municipal publica plano de metas para Florianópolis até 2020

    Exigência da Lei Orgânica municipal, a Prefeitura de Florianópolis publicou na edição do “Diário Oficial” de sexta-feira o Plano de Metas 2017-2020, que apresenta “as prioridades, ações estratégicas, indicadores e metas quantitativas e qualitativas nos quatro anos de mandato”. Dividido em 11 áreas, o documento foi construído a partir do plano de governo da campanha eleitoral do prefeito Gean Loureiro (PMDB) e do que prevê o Plano Diretor em vigor.

    No item mais extenso, “desenvolvimento econômico”, há previsão, por exemplo, de consolidação da marca “capital da inovação”, o combate às construções irregulares e realização de estudos para viabilização da sede própria do governo. O capítulo Turismo destaca como principais desafios da temporada de verão a conciliação dos “interesses econômicos com sustentabilidade ambiental e manutenção dos serviços básicos”.

    Mirante do Morro da Cruz é um dos mais visitados da cidade - Flávio Tin/ND
    Documento apresenta principais diretrizes da administração para[...]
    Leia mais
  • Destaque de 2017, Luiz Zago fecha ano com agenda lotada e plano de alçar voo no exterior

    Prestes a entrar no estúdio para gravar o quarto CD, Luiz Gustavo Zago fecha 2017 com parcerias ecléticas na bagagem e uma agenda lotada: ainda sobe ao palco seis vezes em quatro projetos diferentes. Para 2018, o pianista quer viabilizar a ideia de um CD de piano solo com compositores que também cantam – “adoro a sonoridade do duo, é um bate-bola e fica tudo muito transparente” – e expandir a carreira para Rio, São Paulo e também para a Europa.

    Aos 35 anos, Zago colhe os frutos de uma sólida trajetória musical, que mescla as fortes referências iniciais da MPB e do jazz con o universo clássico das aulas na Udesc, na Capital. Movido pelo desafio e pela intuicão, tem brilhado nas parcerias com a Camerata Florianópolis e com o cantor Lenine, um ídolo que o convidou para escrever os arranjos nos concertos com orquestras.

    Pianista Luiz Gustavo Zago - Flávio Tin/ND
    Pianista Luiz Gustavo Zago - Flávio Tin/ND


    CONFIRA A AGENDA:

    24 de novembro

    Espetáculo "Será que é de Eter ", da
    Cia Lápis de Seda de[...]

    Leia mais
  • SBPC volta a atuar em SC e inicia mobilização contra cortes para pesquisas científicas

    Depois de seis anos desativada em Santa Catarina, a SBPC volta a ter representação no Estado com a principal missão de liderar uma mobilização para chamar a atenção sobre os cortes orçamentários do setor. “É gravíssima a crise que a ciência brasileira está enfrentando nos últimos dois anos, e que se agravou nesse último ano”, afirma o professor André Ramos, novo secretário regional da entidade, referindo-se à diminuição dos investimentos federais.
    Além de protestar contra o panorama nacional, a SBPC-SC vai tentar reverter a redução orçamentária prevista na lei encaminhada pelo governo do Estado à Alesc com a previsão de gastos e receitas para 2018. Os valores da Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de SC), segundo a proposta, caem de R$ 174 milhões para R$ 93 milhões, 46,5%. A entidade quer sensibilizar os deputados estaduais sobre a questão. Começou os contatos com os integrantes das comissões de Economia, Ciência, Tecnologia,[...]

    Leia mais