Publicidade
Segunda-Feira, 16 de Julho de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 16º C
  • #TORCIDANDAos pés da Torre Eiffel, multidão comemora o título da França na CopaMAIS COPA

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

  • A força de trabalho que dá velocidade às obras da ponte

    Imóvel desapropriado, na parte inferior: último obstáculo físico para a conclusão das obras - Carlos Damião
    Operários se assemelham a personagens de um filme de ficção científica que transformam um cenário antigo em obra futurista / Carlos Damião


    A decisão do juiz federal Diógenes Tarcísio Marcelino Teixeira, da 3ª Vara Federal em Florianópolis, divulgada na quinta-feira pelo ND, vai dar mais velocidade às obras da Ponte Hercílio Luz, uma vez que a desapropriação de uma área na parte continental possibilitará a realização de uma obra fundamental – a construção da nova base de ancoragem das barras de olhal. A questão judicial se arrastou nos últimos três anos, até que a solução final foi despachada pelo magistrado.

    O novo ritmo dos trabalhos deve aparecer nos próximos três meses, embora outros serviços necessários à reabilitação da ponte continuem sendo realizados normalmente. Visitar o canteiro de obras é uma experiência fascinante nestes tempos de paralisia econômica do Brasil. Ali está a demonstração do que a força de trabalho é[...]

    Leia mais
  • Imóvel abandonado do centro da Capital foi demolido nesta sexta-feira

    Um dos 170 imóveis abandonados e mapeados pelo Corpo de Bombeiros, a pedido do Ministério Público de Santa Catarina foi demolido nesta sexta-feira (13) em Florianópolis. Era uma casa de dois pavimentos, localizada na Rua Vidal Ramos, proximidades do Ceisa Center ao lado de uma loja maçônica. Ali por muitos anos funcionou uma imobiliária. Num dos restos da fachada demolida ainda aparecia a inscrição, quase apagada, “compra – vende aluga - administra”. Depois da ação dos Bombeiros, o proprietário anunciou que faria a demolição. Levantamento da corporação indica que há cinco imóveis abandonados na Capital e que podem ser passíveis de ocupação por moradores de rua e consumidores de drogas. Na lista do MPSC, no entanto, esse número já ultrapassou 30.

    Casarão da Vidal Ranos foi ao chão na manhã desta sexta-feira - Carksi Danuçai
    Casarão da Vidal Ranos foi ao chão na manhã desta sexta-feira - Carksi Danuçai

    Antes: antiga sede de uma imobiliária foi escondida com tapume. Grafiteiro talentoso passou por ali - Carlos Damião /2016
    Antes: antiga sede de uma imobiliária foi escondida com tapume. Grafiteiro talentoso passou por ali - Carlos[...]
    Leia mais
  • Desapropriação garante continuidade das obras na Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis

    Construção bem ao lado da ponte no Estreito vai abrir espaço para os trabalhos de construção do novo bloco de ancoragem das barras de olhal - Carlos Damião
    Construção bem ao lado da ponte no Estreito vai abrir espaço para os trabalhos de construção do novo bloco de ancoragem das barras de olhal - Carlos Damião

    O último obstáculo físico para conclusão das obras de recuperação da Ponte Hercílio Luz vai ser vencido ainda no mês de julho. Na quarta-feira (11), o juiz federal Diógenes Tarcísio Marcelino Teixeira, da 3ª Vara, despachou favoravelmente ao Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) autorizando a desapropriação do “domínio útil” de um imóvel localizado na área continental da ponte. O magistrado concedeu a chamada imissão de posse, ordenando a desocupação imediata do imóvel, cujo inventariante é Jorge Anastácio Kotzias Neto. A intimação deve ocorrer em 48 horas e a desocupação em até 10 dias após esse procedimento. A decisão é da Justiça Federal porque, como explicou o juiz em sua decisão, trata-se de imóvel em área de marinha (pertencente à União), com 103 metros[...]

    Leia mais
  • Haverá uma 'cabeça de burro' enterrada no Morro do Avaí?

    Moradores de Palhoça levaram até três horas, na noite e terça-feira, para voltarem para suas residências. Tudo por causa de dois grave acidentes que interromperam o trânsito na BR-101 durante toda a tarde e início da noite. No Ticen, centenas de passageiros ficaram sitiados nas plataformas de embarque à espera de seus ônibus.

    Um usuário que conseguiu embarcar depois de quase duas horas ouviu de um motorista da Jotur:

    - É preciso saber o que ocorre lá nas imediações do Mundo Car, proximidades do Morro do Avaí. É possível que tenha uma cabeça de burro enterrada no local, tal a quantidade de acidentes e quebra de veículos, especialmente caminhões, naquele trecho.