Publicidade
Quarta-Feira, 22 de Agosto de 2018
Descrição do tempo
  • 17º C
  • 11º C

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Entrevistas com personagens que decidem nas esferas do Executivo, Legislativo e Judiciário. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

  • Morte de Aldo Schneider motiva disputa pela presidência da Assembleia Legislativa de SC

    A morte do deputado estadual Aldo Schneider (MDB) despertou uma disputa pela presidência da Assembleia Legislativa. Então vice, o deputado Silvio Dreveck (PP) assumiu o cargo automaticamente. Dentro do MDB, integrantes defendem o acordo firmado com o PP para o revezamento da cadeira, sendo direito emedebista ocupar o cargo no segundo ano do biênio.

    O nome de Dreveck foi oficializado nesta terça-feira (21), em publicação no “Diário Oficial da Assembleia”. Por telefone, o deputado do PP negou qualquer possibilidade de renunciar à presidência. “O regimento é muito claro, valeu para todas as vacâncias desde 2008, não vai valer agora?”, afirmou.

    O deputado se refere ao artigo 18 do regimento interno, que no inciso 1 determina também a eleição para preenchimento do cargo vago de 1º vice, até então ocupado pelo progressista. Dreveck cita o exemplo recente para corroborar com a sua tese. “Eu renunciei como presidente em fevereiro para o Aldo, de saudosa[...]

    Leia mais
  • Em caminhos opostos na campanha, Hélio Costa e Afrânio Boppré relembram antiga amizade

    Nas andanças proporcionadas pela campanha eleitoral, candidatos a deputado federal, o comunicador Hélio Costa (PRB) e o vereador Afrânio Boppré (PSOL) lembraram histórias de infância. Hoje com 64 anos, Hélio lembra que levava Afrânio, de 57 anos, para a escola. Ambos são amigos desde criança, no bairro Estreito. Mesmo em frentes de campanha opostas, o encontro que refrescou as memórias foi sexta-feira, na praça 15 de Novembro.

    Hélio e Afrânio - Divulgação/ND
    Hélio e Afrânio - Divulgação/ND



  • Décio Lima: "Várias repartições são disputadas entre partidos políticos há 16 anos"

    Candidato pelo PT ao governo do Estado, Décio Lima foi entrevistado nesta segunda-feira (20) na série exibida ao vivo pelo “SC no Ar”, da RICTV. Décio é advogado e deputado federal. Natural de Itajaí, tem base eleitoral em Blumenau. É casado e tem 57 anos. À Justiça Eleitoral, declarou patrimônio de R$ 2,07 milhões.

    Décio Lima - Reprodução/ND
    Décio Lima - Reprodução/ND



    Décio criticou as administrações ao longo dos últimos 16 anos, cujos partidos estão representados nas candidaturas de Gelson Meririo (PSD) e Mauro Mariani (MDB). Citou a divisão dos cargos públicos como “fisiológicas”. Defendeu uma “sinergia” entre os poderes para discutir uma eventual redução dos repasses de dinheiro via duodécimo. Citou como ataque à democracia a ausência de Lula nas eleições à Presidência da República. 

    Dívida. Com R$ 19 bilhões a pagar em empréstimos e juros e mais R$ 12 bilhões em “riscos fiscais” – entre eles as Letras do Tesouro e as debêntures da Invesc[...]

    Leia mais